Melhores Carnes para Churrasco e Acompanhamentos [2021]

carnes-para-churrasco

Quando o assunto é carnes para churrasco, muitas pessoas podem ficar com o pé atrás. Afinal, qual a melhor peça? O que pedir? Como cortar? Quais os acompanhamentos perfeitos?

Em um dos países conhecidos por seu churrasco, é importante conhecer o básico para não errar na hora do preparo.

Por isso, A Cozinha Que Fala preparou um guia especial para te ajudar a saber mais sobre carnes para churrasco, e os acompanhamentos que não podem faltar.

A seguir, você saberá um pouco sobre cortes, tipos de carne indicados e o que pedir para o açougueiro na hora de preparar uma refeição especial. Acompanhe com a gente!

Para facilitar a sua leitura, você pode utilizar o menu abaixo para pular diretamente para a sessão que te interessa (apesar de aconselharmos fortemente a leitura do artigo inteiro para melhor compreensão). O artigo foi dividido da seguinte forma:

Por que eu preciso escolher as carnes para churrasco?

Para iniciantes, pode parecer que não existe diferença no tipo e no corte da carne servida no churrasco.

Mas para cozinheiros experientes, ou bons apreciadores desse prato, é possível notar as menores nuances em cada categoria.

Existem diversas carnes para churrasco, cada uma com sua característica. Carnes com mais gordura, carnes mais macias e carnes mais resistentes.

Por isso, é fundamental conhecer o básico antes de pedir uma carne para assar, pois ela poderá influenciar no sabor, na composição e até mesmo na harmonia de todo o churrasco.

Além disso, um bom churrasco também pede acompanhamentos. Assim, cada tipo de carne para churrasco combina melhor com uma ocasião, uma composição de gostos ou um método de preparo.

No entanto, apesar de parecer difícil conhecer as carnes para churrasco, esse assunto não é complicado, e é o que mostraremos para você a seguir.

carnes para churrasco
Para você não se perder, confira um mapa dos cortes bovinos. (Foto: Reprodução)

Quais são as melhores carnes para churrasco?

Confira as 8 melhores carnes para churrasco, seus cortes e porque elas são ideais para a sua refeição:

1. Picanha

É claro, não podemos deixar de mencionar a picanha como uma das carnes para churrasco mais indicadas.

Provavelmente você já deve ter ouvido falar sobre essa peça nobre. Afinal, a picanha possui uma reputação de longa data, e não a toa.

A picanha está localizada em uma das partes superiores do bovino, de modo que sua carne não passa por processos que possam prejudicar sua qualidade.

Próxima ao lombo, essa peça é macia e suculenta. A carne da picanha pode derreter no paladar, além de ser fácil de preparar.

No churrasco, a picanha faz sucesso. O melhor preparo é a partir do filé, em fatias grossas, e que mantenham a gordura, essencial para dar sabor durante o cozimento.

De forma geral, não é difícil preparar uma boa peça de picanha na sua refeição. Basta temperar de maneira simples, com sal grosso e algum tempero pronto. Mas fique atento para não tirar o gosto natural da carne!

Por conta da gordura e da suculência, a picanha se torna uma carne nobre, e deve ser apreciada como tal.

Se você puder, com certeza invista nesse tipo de carne para seu próximo churrasco, e não irá se arrepender.

2. Maminha

Seguido da picanha, temos a maminha, uma das carnes para churrasco mais populares, e saborosas.

Trata-se de outra carne magra, com baixa ingestão de gordura e macia ao saborear. Essa peça é ideal para aqueles que buscam uma carne menos resistente e com menor gosto de gordura, como é o caso da picanha.

No entanto, a qualidade dessa peça é semelhante à primeira, sendo considerada uma das três categorias mais nobres entre as carnes bovinas.

É recomendável assar a maminha em cortes finos e longos, permitindo que ela asse por igual. Mas tome cuidado para não passar do ponto, ou seu gosto ficará comprometido.

Para essa carne, a recomendação é retirá-la um pouco mal passada, para apurar o gosto. Algumas pessoas não gostam da carne mal passada, então é importante ficar de olho para alternativas que combinem mais com esse paladar.

3. Miolo de alcatra

Se você pedisse uma peça inteira de alcatra, poderia dividir ela em três partes: picanha, maminha e miolo de alcatra.

Sim, essas três carnes para churrasco fazem parte da mesma peça! Trata-se do corte bovino longitudinal, ou seja, de cima a baixo.

Nesse caso, a picanha está na parte superior, próxima ao lombo, e a maminha está na parte inferior, próxima às pernas.

Enquanto isso, o miolo de alcatra, como o nome indica, fica no meio da peça. Por isso, essa carne possui menos gordura que as demais, mas ainda mantém a maciez e a suculência.

Trata-se de uma peça nobre, perfeita para quem quer uma opção mais saudável, mas sem abrir mão do churrasco.

Ela pode ser feita em cortes de bifes mais grossos ou finos, vai da preferência de cada um, isso não irá afetar seu sabor no final.

No entanto, como as demais, indica-se tirar essa carne um pouco antes do ponto, para manter o aspecto macio.

4. Coxão duro

Muitas pessoas podem conhecer o coxão duro como o “primo pobre” da picanha. Mas não se preocupe, ele também é uma ótima carne para churrasco!

Essa peça leva esse nome popular por ser mais acessível que a picanha. Ou seja, seu preço costuma ser mais em conta.

No entanto, o coxão duro está localizado próximo à picanha, um pouco mais próximo do lombo bovino. Por isso, a carne é de qualidade, embora ligeiramente mais firme que a picanha. Apesar do nome, não tem nada de dura.

Algumas pessoas também podem conhecer o coxão duro como carne de lagarto. Apesar do sabor e da suculência presente, suas fibras são mais firmes.

Por isso, o corte deve seguir a linha da fibra, geralmente longitudinal, ou seja, “de fora a fora”. É essencial cortar a carne seguindo seu ligamento, para torná-la ainda mais macia. Do contrário, a carne pode ficar “rígida” na hora de comer.

O coxão duro também pede um cozimento mais lento. Se for assar na churrasqueira, prefira uma brasa mais baixa, por um tempo maior.

5. Fraldinha

A fraldinha fica próxima da maminha, então sua qualidade é semelhante, sendo um pouco mais grossa e com mais gordura que o corte vizinho.

O ideal é seguir o exemplo das carnes para churrasco anteriores e tirar o corte mal passado, preservando a maciez da carne.

Nesse vídeo você pode ver mais detalhes sobre como cortar a Fraldinha:

Trata-se de uma escolha coringa, que pode agradar todos os tipos de paladares. A fraldinha possui menos gordura que a picanha, e mais que a maminha. É mais macia que o coxão duro, porém um pouco mais firme que a alcatra.

Dessa forma, o preparo dessa opção pode agradar quase todas as pessoas do churrasco, sem muito esforço.

6. Contrafilé

O contrafilé leva esse nome por ficar “contra” o filé mignon. Ou seja, os cortes são separados por algumas vértebras, ficando em lados opostos do bovino.

No entanto, isso não tira a qualidade ou versatilidade dessa peça. Famosa entre churrasqueiros, o contrafilé é uma boa opção de carne para churrasco.

Essa carne é mais firme, com uma quantidade reduzida de gordura. Ela se tornou popular pelos famosos espetinhos, que costumam ser parte do churrasco brasileiro.

No sul e na Argentina, o contrafilé faz sucesso nessas refeições. Ele é macio, acessível para consumo, e pode ser feito de várias formas: em cubos, para espetos, em bifes mais grossos ou tiras mais finas.

Cada corte influencia na apreciação do sabor, mas depende unicamente da preferência do cozinheiro.

A versatilidade do contrafilé torna essa carne uma boa opção para churrasqueiros iniciantes, que podem arriscar novas formas de preparo, sem abrir mão do sabor.

7. Cupim

Muitas pessoas podem duvidar do potencial do cupim, mas poucos sabem que essa é uma das melhores carnes para churrasco.

O cupim fica localizado na parte de cima das costas do bovino, de modo que seu corte possui muitos nervos e fibras. Isso torna a carne ligeiramente mais duro que as demais.

Por isso, não costuma levar o nome de carne nobre, não é uma das mais macias e fáceis de cortar. Mas definitivamente vale a pena investir no cupim.

Essa peça é saborosa, e seu preparo lento faz com que o gosto apure mais que nas demais carnes. Ela é ideal para retirada em iscas, e compõe uma das tradições churrasqueiras mais populares do Brasil: o cupim no chão.

É feito uma fogueira improvisada, ou mesmo uma churrasqueira pequeno, e o cupim assa lentamente, durante horas. Isso permite que o churrasqueiro retire lascas da carne do lado de fora, que assa mais rapidamente.

Além de ser uma ótima forma de variar o churrasco, também apura o sabor, tornando o cupim uma ótima carne para aproveitar.

8. Costela

Por fim, o seu churrasco não pode deixar de ter uma boa costela. Essa carne é popular, com várias formas de preparo e cortes diferentes.

Existem dois tipos de costela que são mais indicadas para churrasco. A primeira é a Costela Ripa, localizada na parte de cima do boi, próximo às costas. Por isso, ela costuma ser mais firme, mas não deixa de ser saborosa.

Inclusive, é a carne ideal para fazer enrolada no alumínio, por exemplo. Sua gordura soltará um “caldo” que vai cozinhar a costela no próprio tempero, apurando o sabor.

Enquanto isso, também existe a Costela Ponta de Agulha, ou Minga, localizada na parte traseira do boi.

Essa costela é mais macia, próxima ao filé, e ideal para fazer em tiras na churrasqueira. Sua carne é mais macia, com um pouco menos de gordura, mas ainda indicada para quem gosta desse sabor.

Não a toa, a costela é uma das carnes para churrasco mais populares do Sul, na região gaúcha, conhecida por seus pratos de churrasco.

Assim, vale a pena experimentar essa peça, seja assada no alumínio, na brasa, em cortes ou em filés.

carnes para churrasco
Na hora do churrasco, existem carnes para todos os gostos! Mas tome alguns cuidados na hora de comprar (Foto: Reprodução)

Melhores carnes para churrasco Angus

Essa raça já virou a queridinha de muitos churrasqueiros no Brasil. Se estabelecendo como a segunda raça de corte mais consumida no mundo, o Angus ganhou as churrasqueiras pelo planeta.

Apesar de ser muito parecida, a raça tem algumas particularidades. Vamos as melhores carnes para churrasco angus:

Ribeye

Corte para quem está a procura de um sabor diferenciado, o Ribeye traz muito sabor ao seu churrasco.

Ele é extraído do lombo do boi e também é conhecido como Bife Ancho. A peça é formada por duas porções de carne, divididas apenas por uma membrana de gordura.

Tem um grande percentual de gordura e marmoreio bastante presente. É um sucesso. 

Costela Minga

Esse é um exemplo de uma das melhores carnes para churrasco angus. A costela minga vai muito bem tanto na grelha quando em espetos.

Por ser um corte retirado da parte final da costela, tem ossos mais “moles”. Recomendamos que seja feita lentamente sobre a brasa.

É um corte que combina muito com assados e vai muito bem servida com molhos. Vale a pena experimentar.

Assado de Tira

Ainda desconhecido por muitos brasileiros, o assado de tira é muito comum no Rio Grande do Sul pela proximidade com Argentinos e Uruguaios. Por lá, o assado de tira é muito consumido.

Trata-se da parte mais nobre da costela, extraída em um corte transversal no sentido dos ossos. Por essa característica, o assado de tira pode ser assado muito rapidamente.

Se o seu açougueiro te oferecer um, não pense duas vezes.

Bife de Chorizo Angus

Herança clássica Argentina para o mundo, o bife de chorizo é um clássico do sabor. Considerada por muita gente como uma das melhores carnes para churrasco angus.

Extraída do miolo do contrafilé, esse corte sobe o nível da brincadeira em qualquer churrasqueira. Por ter uma capa de gordura generosa na lateral, o bife de chorizo mantém a umidade da carne mesmo em temperaturas consideráveis. 

Esse corte tem um sabor muito marcante e uma herança cultural muito presente. Rende ótimos sabores e grandes conversas no churrasco.

Carnes para churrasco “Diferentes”

Ok, se você chegou até aqui é porque realmente está com vontade de levar o seu churrasco para outro patamar. Vamos então falar sobre carnes diferentes.

Carnes para churrasco diferentes não precisam necessariamente ser de outros animais. Hoje em dia muitos cortes novos estão surgindo porque mais pessoas estão estudando mais a relação osso/carne.

Por exemplo, se você tirar o osso do acém ele pode virar um Denver Steak. O ombro que ficava empacado no açougue por dias pode virar flat iron, e por aí vai.

Vamos falar um pouco sobre carnes para churrasco diferentes abaixo:

T-Bone

carnes para churrasco diferentes
T-Bone. (Foto: Codo Meletti/Estadão)

Esse é um corte bastante consumido nos Estados Unidos e une duas carnes extremamente saborosas: o contrafilé e o filé mignon.

As duas carnes ficam presas ao osso característico em forma de T que dá nome ao corte, traz um sabor incrível ao seu churrasco.

Geralmente o T-Bone deve ser preparado na grelha e temperada com sal fino. É uma ótima pedida de carnes para churrasco diferentes para impressionar os convidados.

Mais informações em vídeo? Tem também!

Prime Rib

carnes para churrasco diferentes
Prime Rib. (Foto: Codo Meletti/Estadão)

Em tradução literal Prime Rib significa “a melhor costela”, e é exatamente isso que ela é. Retirada “cirurgicamente” com osso entre a 5ª e a 6ª costela, esse corte é praticamente um Ancho (ou Ribeye como já aprendemos) com osso.

Uma prime rib demora um pouquinho a mais no fogo para ficar pronta porque é um corte grande. Para garantir o sucesso desse corte, de 15 a 20 minutos na grelha é o suficiente.

Era carnes para churrasco diferentes que você queria? Estamos no caminho não é mesmo?

Denver Steak

carnes para churrasco diferentes
Denver Steak. (Foto: Codo Meletti/Estadão)

Esse é um corte que surpreende muita gente por não ter muita gordura. O Denver Steak é retirado do acém, mais especificamente do miolo.

Essa carne tem um sabor muito especial, deve ser preparada em grelha por tempo suficiente para garantir a cor marrom por fora. Como é um corte sem muita gordura, pode ficar seca rápido se passar muito tempo sob o fogo.

Tomahawk

carnes para churrasco diferentes
Tomahawk. (Foto: Codo Meletti/Estadão)

Essa com certeza integra com louvor a lista de carnes para churrasco diferentes. O Tomahawk é um icônico corte norte americano.

Trata-se de um prime rib anexado ao osso de maior comprimento. Geralmente um tomahawk tem por volta de 30cm e fica impressionante na churrasqueira.

Para garantir o sucesso desse corte, sele ele primeiro para garantir a suculência da carne e depois asse por volta de 20 minutos longe da brasa.

Top 3 Carnes Exóticas para Churrasco

Vamos entrar um pouco mais afundo no tema de carnes diferentes para churrasco falando agora das carnes exóticas para churrasco. Os quesitos levados em consideração na escolha foram o sabor, a praticidade no preparo e a oferta.

Carnes “impossíveis” de serem encontradas no Brasil não foram levadas em consideração.

As escolhidas para integrar o Top 3 carnes exóticas para churrasco são:

Javali

Uma das carnes para churrasco diferentes mais consumidas no Brasil é o javali. Lembra muito o porco porém tem um teor calórico menor e menos da metade do colesterol contido em suínos de abate.

Seu sabor é marcante e vai muito bem em marinadas e temperos fortes.

Sempre que for preparar um, deixe ele descongelar sem pressa e apenas tempere o bicho depois que ele estiver em temperatura ambiente.

Capivara

Um dos símbolos da cidade de Curitiba, essa carne pode transformar o seu churrasco. A capivara tem um sabor forte e muito marcante, além de um aroma bem característico.

Não é aconselhada para pessoas que não gostam de intensidade.

Para garantir o sucesso da preparação da Capivara, encare ela como se fosse um porco. A carne costuma ser mais seca, então pensar em um molho para acompanhar é uma ótima pedida.

Jacaré

Agora chegamos no auge das carnes exóticas para churrasco, o Jacaré vai te transformar no churrasqueiro aventureiro da galera.

Esse animal, ao ser preparado na grelha, concentra o sabor do peixe na textura do frango. É uma experiência gastronômica muito interessante.

Geralmente o seu corte mais nobre é o do rabo.

Você pode prepará-la de várias formas, uma delas que mais vai bem é deixá-lo em uma marinada com bebida alcóolica e limão antes de ir a grelha.

Pense em todas as maneiras que você conhece de preparar peixe e frango. Libere a sua criatividade e aproveite o jacaré.

Veja também: A Bíblia do Churrasco – Versão Capa Dura em Português.

Cuidados na hora de comprar carnes para churrasco

Se tornar um especialista em carnes para churrasco depende mais do que apenas saber qual peça comprar.

Isso porque existe uma série de cuidados que você precisa se atentar para garantir a qualidade da sua carne.

Assim, confira algumas dicas essenciais para preservar bem suas peças e fazer o melhor churrasco possível:

1. Cor da carne

Antes de mais nada, é fundamental prestar atenção na cor da carne. Seja no açougue ou no mercado, a carne deve estar com uma cor vermelha viva, como cereja ou sangue. Quanto mais viva a cor da carne, melhor.

Além disso, a gordura deve estar branca, ou o mais próximo disso possível. Se a peça tiver uma cor vermelha mais escura, e a gordura for amarelada, tome cuidado! Essa peça pode estar velha.

O açougueiro também pode afirmar que a carne é fresca, ou cortar uma nova peça para você na hora. No entanto, se estiver com uma cor suspeita, o animal pode ter sido abatido muito velho, ter alguma doença ou estar ali faz tempo.

Por isso, é melhor não arriscar. Verifique a cor da carne durante o corte no açougue, e depois em casa, com mais calma.

2. Maciez da carne

As carnes para churrasco devem estar macias e ideais para assar. Para fazer o teste, passe o dedo pela carne, com pressão normal.

Note se o lugar onde você passou o dedo faz uma “depressão” e volta rapidamente. Isso significa que ela não está macia o suficiente.

Mas se você passar o dedo e o buraco permanecer, significa que a peça está preparado para assar. Claro, se estiver com a cor indicada!

3. Tempo na geladeira

Especialistas indicam que as carnes para churrasco só podem ficar na geladeira pelo período de 72 horas, no máximo.

Por isso, se seu churrasco for acontecer depois desse período, é melhor congelar a carne e descongelar no dia. Além disso, é melhor guardar a peça já temperada, pois alguns condimentos ajudam a preservar seu frescor e maciez na geladeira.

Sempre mantenha a carne bem refrigerada, e cuidado para não contaminar outros alimentos que possam estar perto. Se possível, separe uma parte da geladeira apenas para as carnes, e monitore a temperatura.

4. Corte

Seja qual for a peça escolhida, sempre prefira um corte limpo, com uma faca bem afiada. Aliás, nós ensinamos como afiar faca nesse artigo aqui, dá uma conferida!

Além disso, prefira cortar as tiras ou os filés acompanhando a fibra da carne. É possível ver a direção na peça, se ela está para “cima” ou para o “lado”. Dessa forma, você irá preservar a maciez da carne e terá um churrasco de qualidade.

5 acompanhamentos para churrasco que não podem faltar

Depois de falar um pouco sobre as melhores carnes, é claro que não poderia faltar alguns acompanhamentos para churrasco!

Um bom churrasco só está completo com comidas que ressaltam o sabor da carne e proporcionam uma experiência de qualidade para você e todos que desfrutarem da refeição.

Por isso, confira alguns acompanhamentos ideais para acompanhar qualquer churrasco!

1. Vinagrete

O número um dos acompanhamentos para churrasco, o vinagrete é uma salada feita com tomate, cebola, pimentão, pepino e temperada com muito vinagre e sal!

É rápido de fazer, e pode ter quantos ingredientes você quiser. Além de ser saboroso, o vinagrete também ajuda a ressaltar o sabor da carne, e é saudável!

Ele combina com pão, com arroz, com maionese e outros acompanhamentos que apenas tornam o churrasco mais gostoso.

2. Pão de alho

Não podia faltar o pão de alho entre os principais acompanhamentos de para churrasco!

Essa iguaria agrada o paladar de muitas pessoas, e pode ser comprado, ou feito em casa!

Para fazer um pão de alho caseiro, é muito fácil. Primeiro, faça um patê de alho, batendo alho picado, óleo e um pouco de leite até chegar no ponto, como maionese!

Em seguida, passe no pão aberto, em fatias, junto com um pouco de queijo, e coloque para assar na brasa!

Ficará pronto rapidinho, e o sabor combina sem igual com as carnes. Se preferir, procure um bom pão de alho no mercado, inclusive picante ou com outros sabores.

3. Farofa

Boa parte dos churrascos não podem deixar a farofa de fora. Esse prato tipicamente brasileiro combina com outros acompanhamentos também, e é ideal para a sua refeição.

A farofa pode ser personalizada com os sabores que você quiser, como calabresa, bacon, uva-passa, milho e ervilha. Cada região prepara de um jeito, mas todas concordam que a farofa é um ótimo acompanhamento.

Experimente comer com arroz, ou passar a carne na farofa, misturando os dois sabores!

4. Salada de alface

Pode ser uma surpresa, mas muitos churrascos incluem uma boa salada de alface no menu. Isso porque ele quebra a gordura e o paladar pesado que algumas carnes para churrasco podem apresentar.

Além disso, deixa a refeição mais leve, e traz um lado saudável também!

Tente comer uma boa salada de alface com vinagrete e farofa, por exemplo! O sabor da carne ficará ainda melhor.

5. Arroz

Por fim, o arroz é um dos acompanhamentos para churrasco mais tradicionais que existem. Ele ajuda a compor uma churrascada mais completa e variada, para todos os gostos e paladares.

Por isso, não deixe faltar um bom arroz, seja branco, temperado ou feito do jeito que você quiser!

Ele pode acompanhar a carne e outros condimentos, transformando a refeição de um jeito simples, mas delicioso.

Como se tornar um especialista em carnes para churrasco?

Para se tornar um especialista em carnes para churrasco, não existe outro caminho: é preciso fazer churrasco!

Só dessa forma você poderá aprender na prática, conhecer cada peça e escolher sua carne preferida. Por isso, experimente várias vezes, peça cortes diferentes e entenda como é o seu ritmo para cozinhar.

Com isso, no futuro você se tornará um especialista, e fará churrascos de qualidade. Escolha sua peça de carne, seus acompanhamentos e aproveite um dos pratos mais populares e saborosos do Brasil!

E se quiser receber mais dicas e curiosidades de culinária, confira nossos outros conteúdos!

Se a sua cozinha falasse, o que ela diria? Aqui eu digo tudo! MUITO PRAZER, sou a Cozinha que fala! #cuisinenopopulê

9 comments On Melhores Carnes para Churrasco e Acompanhamentos [2021]

Deixe uma resposta:

Your email address will not be published.

Site Footer